Uponor
Uponor

Uponor BIM: “O nosso objetivo é que os nossos clientes tenham o maior leque de opções”

A digitalização no setor da construção é conhecida como BIM, a sua sigla em inglês (Building Information Modeling ou modelação de informação de construção). Esta abordagem, segundo a qual os edifícios são construídos primeiro num ambiente virtual e depois na realidade, está a converter-se no padrão do setor em toda a Europa, embora o Reino Unido e os países escandinavos estejam na vanguarda destes progressos. A BIM combina várias dimensões num único modelo: uma recriação tridimensional, análises de custos e de tempo, avaliações de sustentabilidade e a fase posterior de gestão da construção. Além disso, faz a conexão entre todos os profissionais que participam na planificação e na implementação.

d



Os projetos BIM são complexos e, com o objetivo de oferecer o melhor apoio aos engenheiros, a Uponor lançou uma plataforma BIM completa, com diversas ferramentas e serviços. A seguir, apresentamos uma entrevista a Michal Ledziński, responsável pelo Centro BIM da Uponor, que foi encarregue de dirigir o desenvolvimento da nova plataforma.
 

Em linhas gerais, o que podem esperar os engenheiros de uma plataforma BIM?

A BIM é uma metodologia extremamente complexa que inclui uma multiplicidade de dimensões e aspetos diferentes da construção na qual participam muitos especialistas dos setores principais num único e pormenorizado modelo virtual. O que os engenheiros necessitam, assim como todos os implicados no processo de construção, é de um software fiável e com um elevado rendimento que permita que diversos âmbitos do mundo da construção possam colaborar. Outro fator importante são os produtos utilizados no modelo, pois, logicamente, os engenheiros só podem trabalhar com componentes que estejam disponíveis em arquivos compatíveis com o seu software. Neste sentido, é aqui que os fornecedores como a Uponor têm a responsabilidade de disponibilizar os dados de forma que se demonstrem úteis.


d


No panorama atual, e visto que as colaborações internacionais são cada vez mais habituais, o acesso a dados fiáveis tem uma grande importância. A BIM, ao contrário de tecnologias anteriores como o CAD, oferece aos engenheiros uma maior gama de opções para recriar as suas ideias de forma visível, num ambiente 3D nítido. Não se limita a desenhar um edifício, mas cria um protótipo virtual com cópias digitais de produtos reais. Apenas este método de conceção garante que o projeto possa ser implementado posteriormente no terreno, uma vez que o modelo BIM assinala de antemão as possíveis limitações na conceção, na instalação e no funcionamento real antes de iniciado o processo de construção propriamente dito.

Por exemplo, os produtos não têm a mesma disponibilidade nos diferentes mercados. Além disso, diferem quanto à geometria, espaço de instalação necessário, manutenção, dimensão das embalagens e políticas de garantia. Devido a isso, é fundamental que os dados se alterem de forma dinâmica ao longo da vida útil do produto. Por este motivo, os engenheiros necessitam e esperam um alto nível de fiabilidade no que concerne às soluções BIM.
 

Como pretende a plataforma BIM de Uponor cumprir estas expetativas?

Abordámos o desenvolvimento da nova plataforma pensando precisamente nesses requisitos. O resultado é um sistema integral e baseado em dados para projetos de construção e infraestrutura que salienta a fiabilidade, a personalização e a automatização e ajuda os utilizadores da melhor maneira possível. Esta plataforma constitui uma solução completa com três componentes principais: a biblioteca, as ferramentas e os serviços adicionais.

Na biblioteca, é possível aceder a toda a fama de produtos da Uponor em diferentes formatos CAD e BIM como Revit, IFC e DWG. Isto garante que os engenheiros possam utilizá-los em diversas soluções de software. A plataformaestá disponível em toda a Europa, embora haja um conteúdo específico para cada região. Isto significa que engenheiros de qualquer zona possam escolher a sua língua, entrar em contactos com serviços locais de assistência ao cliente e utilizar uma carteira de produtos concreta para o país, incluindo sempre um modelo 3D do produto e informação como as características técnicas em diversas classificações do mercado. A nossa Plataforma BIM é uma fonte única de dados de todas as soluções BIM da Uponor e oferece sempre informação atualizada.

Mencionou a personalização e a automatização. Como se materializam estes conceitos na plataforma?


Nas duas principais funções que fazem com que esta plataforma seja uma das mais avançadas do mercado, as ferramentas e a automatização baseada em dados. Tivemos sempre o objetivo de proporcionar facilidades aos engenheiros no momento de abordar projetos de infraestrutura ou de construção de grande envergadura: por exemplo, o complemento de Revit automatiza em grande medida o processo de conceção.

Os utilizadores podem integrar a biblioteca de produtos no seu software e a plataforma sugere produtos de forma automática a partir dos dados integrados. Da mesma forma, pode desenhar um sistema completo de aquecimento por chão radiante bastando premir um botão; isto significa que o utilizador não tem de desenhar à mão cada uma das tubagens. Assim, os engenheiros podem iniciar diretamente o seu modelo em vez de, primeiro, terem de consultar o catálogo para escolher as tubagens e acessórios adequados, visto que a plataforma BIM o faz no seu lugar. Além disso, graças ao facto de a plataforma BIM se basear em dados, a informação dos produtos é atualizada automaticamente no modelo quando é alterada na fonte original dos dados. Isto torna o processo no seu conjunto muito mais fiável, fácil de utilizar e evita os erros relacionados com os dados dos produtos. A seguir, o componente de serviços da plataforma faz a conexão entre os engenheiros e a equipa de assistência técnica local, que os ajuda em todas e cada uma das fases do projeto ao longo da vida útil do edifício. Os nossos especialistas em BIM disponibilizam-se para desenhar todos os sistemas Uponor para os nossos clientes, de forma que, entretanto, possam concentrar-se em outros aspetos do processo de planificação.
 

d

 

Pelo que parece, a plataforma foi idealizada para satisfazer as necessidades do setor. Como foi a experiência da Uponor com BIM até ao momento?


Contamos com muitos anos de experiência prática com BIM. Para poder compreender a fundo as dificuldades enfrentadas pelos engenheiros, na Uponor asseguramo-nos de que todos os nossos especialistas em BIM sejam especialistas na matéria com experiência empírica nos problemas que estes profissionais enfrentam. A Uponor começou o seu percurso com BIM em 2014 com uma carteira inicial de pacotes Revit disponíveis a nível local no Reino Unido. Naquela altura, a maioria do trabalho, como a atualização da informação sobre os produtos, era feita à mão. Partindo das opiniões dos clientes, assim como de uma análise dos requisitos do mercado e das oportunidades de negócio, decidimos dar o passo. Em 2017, apresentámos o segmento empresarial do Centro BIM, com o apoio de equipas locais de BIM de todos os países europeus. Uma vez que temos experiência real com BIM, podemos proporcionar aos engenheiros soluções realistas e proveitosas. Esta é também a razão pela qual temos trabalhado na personalização e na automatização de uma solução BIM integral: porque estamos conscientes da importância que tem para um processo de planificação eficiente e o nosso objetivo é partilhar a nossa experiência e as nossas descobertas com os nossos parceiros no âmbito da planificação.

Se está interessado em saber tudo o que a nossa plataforma BIM lhe pode oferecer, clique na imagem abaixo e forneça-nos os seus dados. Será informado sobre as nossas próximas ações de formação.

a

>>Inscreva-se

Porque a personalização e automatização são tão importantes no que respeita à BIM?

Para responder a esta pergunta, devemos concentrar-nos no desenvolvimento da BIM ao longo do tempo e no que poderiam oferecer as antigas soluções deste tipo. Por exemplo, as abordagens anteriores não eram tão vastas e dependiam do trabalho manual, que podia dar lugar a erros e implicavam uma tarefa árdua. Os modelos BIM eram disponibilizados apenas em formato Revit para um número limitado de produtos. Este foi um bom começo e proporcionou-nos importantes perspetivas de mercado para que pudéssemos compreender melhor as necessidades dos planificadores e para que assim, mais tarde, fossemos capazes de as satisfazer. Devem resolver projetos grandes e complexos, colaborar com arquitetos e outros profissionais e incorporar tudo isso e mais num modelo principal. Uma forma mais eficaz de os poder ajudar é com uma plataforma completa que aborde todas estas dificuldades e não apenas algumas delas. Além disso, a única forma de conseguir isto de maneira eficiente é através da utilização de processos automatizados, como a informação sobre os produtos que é atualizada em toda a plataforma.

A personalização é mais importante do ponto de vista dos clientes: beneficiam de grandes vantagens de uma ferramenta ou de um acesso a dados quando estes se adaptam às suas necessidades, agilizando o processo de planificação. No final, o nosso objetivo é que os nossos clientes tenham o maior leque de opções no que se refere à conceção de modelos BIM.
 

Que progressos observaremos no setor BIM e na plataforma da Uponor no futuro? Quais são as principais tendências que se perspetivam?


Os principais desafios do setor são a normalização e a unificação dos dados. Atualmente, o mercado de BIM está muito fragmentado e, inclusivamente, embora os engenheiros realizem as mesmas tarefas, em geral não falam a mesma “linguagem BIM”. Tal provoca mal-entendidos, produtos finais de projetos que não cumprem os requisitos do contrato e problemas dispendiosos no terreno de construção. Existem várias regulamentações internacionais que procuram resolver estes problemas, entre elas a ISO 19650, para a consolidação dos processos BIM, ou a ISO 23886:2020 e a ISO 23887:2020, que partilham o objetivo de unificar os dados dos projetos.

Na nossa opinião, estas três normas constituem marcos importantes, mas só por si não podem satisfazer todas as necessidades do mercado. A normalização é uma via que temos de seguir, assim como diversas iniciativas locais que pretendem resolver necessidades mais concretas do mercado de forma mais pormenorizada. A nossa meta principal é apoiar os nossos clientes com uma metodologia prática. Por isso, idealizámos esta nova plataforma para responder rapidamente às tendências mutáveis do mercado e aos requisitos específicos dos clientes. Estamos convictos de que a automatização e a personalização são tendências que vieram para ficar e que transformarão o setor nos próximos anos.

Os projetos e a forma de utilizar a BIM provavelmente vão tornar-se ainda mais complexos. Por isso, a personalização é uma das características nas quais nos concentraremos no futuro para garantir que as soluções BIM da Uponor ajudem os engenheiros a trabalhar de forma eficiente. Com a ajuda da nossa plataforma baseada em dados, estamos preparados para continuar a desenvolver o que conseguimos até agora e poder integrar novas funções com simplicidade para acrescentar personalização, automatização e facilidade ao processo de planificação com BIM.

Relembramos que se estiver interessado em expandir a sua formação em BIM, em breve realizaremos sessões de formação. Forneça-nos os seus dados e será informado sobre quando se realizam >>Registo Webinar BIM

 

Michał Ledziński, responsável pelo Centro BIM da Uponor, encarregado de dirigir o desenvolvimento da BIM Uponor